Vai trabalhar no carnaval? Dicas para evitar o mau humor


Adora a folia ou queria aproveitar o feriado para descansar, mas foi escalado para trabalhar no carnaval? Como fazer, então, para não sofrer de inveja daqueles que estão curtindo os blocos por aí ou viajando para um lugar legal? Um primeiro passo é pensar que, se foi requisitado, é porque atua em uma área importante, o que, de alguma maneira, pode ajudar o profissional a se sentir valorizado nessa época do ano.

— Se você é um daqueles que gosta da folia, porém foi escalado para trabalhar, fazer plantão de suporte ou atendimento emergencial ao cliente ou paciente, perceba a possibilidade de ser reconhecido como um profissional responsável, que veste a camisa da empresa e com quem a chefia pode contar para a realização das tarefas e do gerenciamento e resolução de problemas em caso de necessidade. Algumas competências, habilidades e atitudes são muito bem vistas e muitas vezes servem como destaque para ser percebido como um profissional de talento pela gestão e equipe de trabalho — afirma a coach Betty Dabkiewicz.

A coach Waleska Farias destaca que há, realmente, algumas áreas que não conseguem escapar do trabalho no carnaval:

— Por mais que essa opção seja tentadora, não existe um botão on/off para desconectar o mundo no carnaval. Alguns precisam trabalhar para que os serviços básicos possam funcionar e, nesse contexto, algumas profissões certamente são mais exigidas. Imagine se, no período de carnaval, todos os bares, restaurante, hospitais, delegacias de policia, hotéis, serviços de transportes e outro mais decidissem decidam parar?.

Veja mais algumas dicas elaboradas pela coach Betty Dabkiewicz:

1. Verifique antecipadamente com o seu chefe quais as datas e horários de trabalho, atendimento ou plantões e programe-se para chegar na hora e no local de maneira que possa efetivamente exercer a sua função.

2. Combine com antecedência com o seu chefe se haverá possibilidade de usar roupas mais descontraídas e confortáveis nestes dias de trabalho e se os horários e trocas de plantão serão de alguma forma flexibilizados ou financeiramente compensados.

3. Caso não possa comparecer ao trabalho, lembre-se de avisar com pelo menos 72 horas de antecedência para que seja providenciado um substituto, ou proponha um profissional para ocupar o seu lugar nos horários em que não estiver disponível para cumprir o exercício de suas funções.

4. Mantenha a atitude positiva e profissional; evite ficar reclamando ou lamentando-se enquanto trabalha, afinal, ninguém gosta de ter ao lado alguém mal humorado ou infeliz.

5. Combine com seus parceiros de folia quando poderá acompanhá-los e aproveite com consciência e responsabilidade os momentos destinados ao seu divertimento, pois ninguém é de ferro!

6. Parar de acessar o Facebook e outras redes sociais, para evitar ver fotos de amigos em blocos ou viajando, pode ajudar também a não cair em tentação. Mas esse tipo de comportamento vai depender de pessoa pra pessoa. É necessário se autoconhecer para saber se essa prática pode prejudicar o desempenho do profissional.

Deixe um comentário